imagem-background-blog-405x300

Vamos Harmonizar?

É claro que o vinho já é lindo sozinho, imagina acompanhado, não é mesmo?

Porém da mesma forma que certos ingredientes não combinam em um mesmo prato, não são todos os estilos de vinhos que harmonizam bem com qualquer tipo de comida.

A ideia é descomplicar, sim, porque a primeira coisa a levar em consideração é: O que você gosta. Tente comer um abacaxi logo após escovar os dentes e perceberá que a sensação não é das melhores.

Um dos segredos por trás das harmonizações é saber que, não é o peixe que não irá harmonizar, senão o molho ou o tempero que ele terá.

Se a comida tem acidez o vinho precisa também de acidez, se for sobremesa um vinho mais doce.

Vamos lá:

1. Peixes e frutos do mar

Por que costumamos harmonizar vinhos brancos com peixe?
Na hora de reunir os comensais, já se tornou natural escolher um vinho branco para acompanhar o peixe que será servido no jantar. Existe uma explicação para isto: os pratos preparados com peixes costumam ser mais leves e refrescantes.

Estes são conceitos também comumente associados aos vinhos brancos, que, geralmente, combinam com o calor e têm um sabor mais suave, além de serem servidos gelados. Porém, pensar sempre desta forma pode ser algo limitante. Em um país em que as bebidas são à base de cachaça e sempre são tão apreciadas, deixar de conhecer melhor sobre vinhos e suas harmonizações pode ser uma grande perda! Nem só de vinhos brancos são feitas as harmonizações com peixes, mas é fato que esta combinação pode mesmo ser infalível.

Para harmonizar vinhos, é preciso conhecer não apenas a carne do peixe, mas também os acompanhamentos ou temperos especiais do prato. Eles fazem toda a diferença no sabor final e, assim, tornam-se decisivos na escolha da bebida. A forma de preparo do prato também é um critério muito importante na hora da escolha.

Vamos Harmonizar? 1

2. Salmão

Este peixe é rico em proteínas e ômega 3, substâncias que fazem muito bem para a saúde. Não é à toa que cada vez mais pessoas o incorporam à alimentação.

Se você for apreciador de espumantes, sugerimos que comece por um Rose, leve, fresco e sairá do convencional. Logo poderá continuar com um bom Pinot Noir.

Vamos Harmonizar? 2

3. Peixes brancos como tilápia, linguado ou robalo

Sugerimos vinho branco, seco, que ressalte a sua acidez,
tais como: Sauvignon blanc, Chardonnay, Chablis, Pinot Grigio e até um bom Chardonnay.

Se você optar pelo vinho tinto, que em muitos casos é eleito como o “queridinho” de muitos, sugerimos um tinto fresco e frutado com poucos taninos, servidos a uma temperatura mais baixa do habitual, entre 10º e 14ºC.

Vamos Harmonizar? 3

4. Bacalhau

Peixe de sabor potente e característico, além de apresentar diversas formas de cozimento, se for bem temperado. Um vinho encorpado pode entrar em cena para uma harmonização perfeita. É o caso dos tintos mais jovens.

Se for servida somente a posta, é possível escolher um vinho com passagem por barrica de carvalho como alguns Espanhóis.

Vamos Harmonizar? 4

5. Carnes brancas

Carnes brancas pedem vinhos mais leves e com menos taninos para acompanhar. Se preferir os vinhos tintos, sugerimos que escolha um Pinot Noir, Carménère ou um blend típico bordalês (merlot e cabernet sauvignon).

Já se preferir os brancos, Chardonnay e a Sauvignon Blanc são duas cepas que sugerimos sem medo, além de Pinot Grigio e Torrontés.

Vamos Harmonizar? 5

6. Pratos condimentados

Um bom vinho branco, delicadamente doce, é a melhor opção.
Gewurztraminer é um exemplo.

Branco seco e ácido também é tido como uma ótima pedida.
Porém, cuide se tiver muita pimenta, pois ela pode acabar com a sutileza do branco. Nestes pratos não recomendamos os tintos.

7. Carnes vermelhas

Se preferir o vinho branco, sugerimos que ele seja seco e encorpado, como por exemplo um Chardonnay.

Embora tenhamos mencionado o vinho branco, para este tipo de prato nós indicamos o tinto como sendo a “melhor pedida”.

Caso seja um dia quente, você pode optar por um fresco e frutado, mas a perfeição encontra-se próximo ao denso e potente, pois a gordura da carne harmoniza com os taninos tornando-o macio e suave.

Vamos Harmonizar? 6

8. Queijos

Queijos mais frescos e cremosos combinam melhor com vinhos leves de maior acidez, quanto mais duro o queijo, mais corpo o vinho deverá ter.

Queijos muito salgados ou ácidos podem conflitar com os taninos de vinhos tintos mais potentes como Cabernet Sauvignon, Syrah, Tannat.

Queijos extremamente salgados, como os azuis, fazem um belo par com os vinhos fortificados, licorosos e de sobremesa. Neste caso, o contraste doce-salgado é a harmonização mais indicada.

Vamos Harmonizar? 7

9. Sobremesas

Você pode colocar um vinho delicado e doce ou intenso e doce, qualquer uma das opções é perfeita.

Vamos Harmonizar? 8

Vamos para algumas dicas:

1. Para os queijos

Compre-os 1 dia antes de servir, e retire-os da geladeira 1 hora antes de servir e use uma faca para cada queijo, acredite, faz toda a diferença no sabor.

2. O vinho

Comece a servir os mais leves primeiro e deixe os mais fortificados ou doces por último. Use taças de cristal, nada como degustar um bom vinho na taça adequada e na temperatura ideal.

Quer sugestões de vinhos e preços?
Contate-nos pelo e-mail contato@amovinho.com
teremos prazer em informar as promoções disponíveis para sua perfeita harmonização.

COMPARTILHAR ESSA POSTAGEM

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Fechar Menu
Solicite aqui cupom de frete grátis para as regiões de Porto Alegre, SC e Interior do RS
×
×

Carrinho